quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

tradition



Gosto de ir ao Cemitério Japonês de Álvares Machado pela possibilidade de estar em um lugar intocado pelo tempo. Ele é um patrimônio histórico tombado pelo Condephaat e possui as mesmas características da época em que foi fechado pelo Getúlio Vargas em 1942.

A cerimônia do Shokonsai, que significa ‘convite às almas para a missa’, faz a mística do local ser ainda mais atraente. O evento inicia-se pela manhã, quando é celebrada a missa, depois segue-se várias atividades remetentes à cultura tradicional japonesa, como música, dança e, como não poderia faltar, culinária. O figurino dos participantes e a cenografia combinam com o clima do local, realizado no campo, o que torna o passeio ainda mais agradável.

As imagens do taikô, origami e pintura (a parte do senhor com o pincel é a minha favorita) foram feitas durante o Nikkei Fest em Presidente Prudente, um evento organizado pela comunidade da região. Com esses dois eventos pude colher imagens que resultaram em um tema, que é a tradição da comunidade japonesa. Coloquei o título em inglês para a possibilidade de chamar a atenção de pessoas de outros países, uma vez que o tema é universal.

A música "My Heart Holds" é dos fantásticos Yoshida Brothers, feras do shamisen, um instrumento de três cordas.